terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Impermanência


Permanência...
Impermanência...
A reflexão abaixo clareia um pouco nossa mente em relação ao assunto.

Vale muito a pena ler!
 

Estrada


"Se você sofre, não é porque as coisas são impermanentes.  É porque você crê que as coisas são permanentes.

Quando uma flor morre, não sofremos muito, porque entendemos que as flores são impermanentes. Mas você não pode aceitar a impermanência de uma pessoa amada, e sofre profundamente quando ela morre.

Se você olhar a impermanência em profundidade, fará o melhor que puder para fazer essa pessoa feliz agora.

Consciente da impermanência, você se torna positivo, amoroso e sábio.

Impermanência é boa notícia. Sem impermanência nada seria possível. Com impermanência toda porta é aberta para a mudança.

Em lugar de lastimar, deveríamos dizer: longa vida para a impermanência.

Impermanência é um instrumento para nossa libertação."



Fonte: Cultivando a Mente de Amor - Thich Nhat Hanh
Créditos da imagem: nuttakit - Free Digital Photos

4 comentários:

  1. Sem dúvida isso é uma verdade.
    Costumamos conversar sobre isso, aqui.
    Quanto tempo a pessoa ficará na face da terra? 70 anos? 120 anos? ou irá para o Guinness Book como a pessoa mais velha no mundo? isso não importa.
    A verdade é que todos nós um dia teremos que nos despedir de alguém ou alguém se despedir de nós.
    Que possamos amar as pessoas intensamente no tempo que se chama hoje.
    Quanto as demais coisas materiais todas são impermanente e passarão, infeliz é aquele que baseia sua felicidade nelas.
    E como dia a bíblia: "E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre." (1 João 3:17)

    ResponderExcluir
  2. Augusto,
    Infelizmente a maioria das pessoas está ocupada demais planejando o futuro ou pensando no passado para viver o agora, que é o momento que realmente temos.
    A vida é frágil, hoje estamos aqui, amanhã talvez não mais. Pena que poucas vezes, ou quase nunca, saibamos usar a nossa própria impermanência a nosso favor.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Excelente post!

    A única certeza de nossas vidas é a existência constante de mudanças...

    Devemos aproveitar cada dia ao máximo, nunca adiando a oportunidade de ser feliz, porque aí pode ser tarde demais. Se isso fosse pensado em termos de "investimentos", eu diria que o investimento nos valores a curto prazo, tais como saúde, paz, relações familiares, cordialidade, cortesia etc., são os que, a longo prazo, acabam produzindo os efeitos mais duradouros!

    Abç!

    ResponderExcluir
  4. Guilherme,

    Gostei muito do seu comentário. :)
    O momento presente é o único que temos, mas na maioria das vezes nossa mente está passeando pelo futuro ou pelo passado, o que nos deixa ansiosos, estressados, cansados.
    Gostei dos investimentos sugeridos para curto prazo, você tem toda razão. Dessa forma se tornarão hábitos, os quais se fortalecerão ainda mais no futuro, como você disse.

    Abraços!

    ResponderExcluir