terça-feira, 25 de outubro de 2016

Por que alguns países são pobres e outros são ricos?


Há algum tempo assisti um curto vídeo muito interessante, mostrando algumas características que levaram alguns países a se tornarem ricos enquanto a maioria continua pobre ou em lento processo de desenvolvimento.

Rich or poor directions
Alguns pontos me chamaram a atenção e me levaram à reflexão, por isso gostaria de falar um pouco sobre eles.

1) Países ricos possuem boas e sólidas instituições, que funcionam de forma eficiente. O oposto ocorre em países pobres, nos quais os serviços públicos deixam muito a desejar ou são precários mesmo.


2) A correlação entre pobreza e corrupção.
Obviamente há corrupção em todos os países, mas o cumprimento e a constante atualização das leis inibem esse tipo de prática.


3) A capacitação como requisito principal para o preenchimento de vagas de emprego.
Nos países pobres o famoso “QI” (quem indica) ainda tem grande peso na decisão, mesmo em pleno século XXI.
Acredito que essa seja uma questão cultural significativa, por isso, demorará muito tempo a ser modificada, pois são necessárias a mudança de mentalidade e a quebra de paradigmas.

4) A cultura da coletividade, através da consciência de que todas as profissões são dignas e importantes para que a sociedade funcione bem.
Nos países pobres há divisão entre profissões, empregos admirados e subempregos, com uma habitual discriminação velada – ou às vezes nem tanto.

Não é falado no vídeo, mas o alto custo de vida, a enorme carga tributária sem serviços de qualidade em contrapartida, a falta de cidadania, a falta de planejamento e o famoso jeitinho brasileiro também ajudam (e muito) o Brasil a manter-se em desenvolvimento indefinido.
Acredito que por coisas assim, talvez o país seja o primeiro em toda a História que provavelmente se tornará velho (no sentido de envelhecimento da população) antes de ficar rico, ao contrário do Japão - que está em uma situação de estagnação após o desenvolvimento.
 

O vídeo que inspirou esse post foi:


https://www.youtube.com/watch?v=9-4V3HR696k


Espero que as novas gerações consigam reverter a triste situação na qual o Brasil se encontra.



 

Até mais!


Créditos da imagem: Stuart Miles - Free Digital Photos


terça-feira, 18 de outubro de 2016

A arte de transformar algo bom em ruim


Muitas vezes conseguimos tornar enfadonhos, pesados e artificiais os momentos que deveriam ser de alegria, leveza, naturalidade e paz. 

A ilustração abaixo demonstra essa situação de forma direta e inesquecível.



Era um dia de sábado ensolarado e um garoto que morava no campo se divertia aos arredores da casa, antes de ir à igreja com seus pais. 

Quando sua mãe viu que ele corria e pulava, chamou a sua atenção, dizendo:
- Você está de castigo! Sábado não é dia para essas coisas!!! 

Assim, o garoto sentou-se próximo a janela no interior da casa e com a capacidade de julgamento que só uma criança tem, começou a estabelecer na natureza quem era obediente ou não quanto à guarda do sábado. 

Observou os pássaros, voando e cantando alegremente e então concluiu: 
- Eles não estão guardando o sábado. 

Passou a observar os cachorros, que brincavam com uma bola velha, e concluiu: 
- Eles também não sabem guardar o sábado. 

Foi fazendo isso para vacas, cavalos, galinhas, patos, enfim para todos que ele entendia que não estavam guardando o sábado. 

Animais na fazenda
Por fim, o garoto teve a atenção direcionada para os arredores da fazenda e viu amarrado um burro, silencioso e cabisbaixo, sem qualquer sinal de empolgação. 
Houve, então uma identificação automática entre eles.  
Por fim, o garoto disse: 
- Este sim sabe guardar o sábado!
(Autor desconhecido)


Será que é realmente isso o que queremos para nossas vidas?


Pense nisso!



Créditos da imagem: bandrat - Free Digital Photos




terça-feira, 11 de outubro de 2016

Educação x política


Não me lembro onde encontrei essa imagem, mas ela resume de forma simples e objetiva a situação atual do Brasil. 
O horário político fala por si mesmo. E até seria cômico se não fosse trágico....



Educação e política




Fonte da imagem: https://twitter.com/jpcoachingedu


terça-feira, 4 de outubro de 2016

A utilidade das impressoras virtuais


Impressora
Talvez você ainda não tenha ouvido esse termo, mas com certeza já ficou em dúvida sobre como salvar um arquivo .doc em pdf.

As novas versões do Office têm essa opção, mas as antigas não. Além disso, com a impressora virtual qualquer documento pode ser salvo em pdf.

Há muitos programas disponíveis, alguns com várias opções e configurações.

Eu utilizo o Bullzip. É um programa simples, leve e prático. No meu caso, cumpre o objetivo.

Após a instalação, basta procurá-lo entre as suas impressoras no momento de impressão do documento para a criação do arquivo em pdf.

Espero que essa dica também tenha utilidade à vocês.



Até a próxima!



Créditos da imagem: Danilo Rizzuti - Free Digital Photos