terça-feira, 25 de outubro de 2016

Por que alguns países são pobres e outros são ricos?


Há algum tempo assisti um curto vídeo muito interessante, mostrando algumas características que levaram alguns países a se tornarem ricos enquanto a maioria continua pobre ou em lento processo de desenvolvimento.

Placas-riqueza-e-pobreza
Alguns pontos me chamaram a atenção e me levaram à reflexão, por isso gostaria de falar um pouco sobre eles.

1) Países ricos possuem boas e sólidas instituições, que funcionam de forma eficiente. O oposto ocorre em países pobres, nos quais os serviços públicos deixam muito a desejar ou são precários mesmo.


2) A correlação entre pobreza e corrupção.
Obviamente há corrupção em todos os países, mas o cumprimento e a constante atualização das leis inibem esse tipo de prática.


3) A capacitação como requisito principal para o preenchimento de vagas de emprego.
Nos países pobres o famoso “QI” (quem indica) ainda tem grande peso na decisão, mesmo em pleno século XXI.
Acredito que essa seja uma questão cultural significativa, por isso, demorará muito tempo a ser modificada, pois são necessárias a mudança de mentalidade e a quebra de paradigmas.

4) A cultura da coletividade, através da consciência de que todas as profissões são dignas e importantes para que a sociedade funcione bem.
Nos países pobres há divisão entre profissões, empregos admirados e subempregos, com uma habitual discriminação velada – ou às vezes nem tanto.

Não é falado no vídeo, mas o alto custo de vida, a enorme carga tributária sem serviços de qualidade em contrapartida, a falta de cidadania, a falta de planejamento e o famoso jeitinho brasileiro também ajudam (e muito) o Brasil a manter-se em desenvolvimento indefinido.
Acredito que por coisas assim, talvez o país seja o primeiro em toda a História que provavelmente se tornará velho (no sentido de envelhecimento da população) antes de ficar rico, ao contrário do Japão - que está em uma situação de estagnação após o desenvolvimento.
 

O vídeo que inspirou esse post foi:


https://www.youtube.com/watch?v=9-4V3HR696k


Espero que as novas gerações consigam reverter a triste situação na qual o Brasil se encontra.



 

Até mais!


Créditos da imagem: Stuart Miles - Free Digital Photos


6 comentários:

  1. Rosana, o link do vídeo não está funcionando, mas pelos pontos que você colocou, ele foi feito com as ideias dos autores do livro "Por que as nações fracassam".

    É um ótimo livro! Vale a leitura! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. André,

      Que estranho o video não funcionar para você. Aqui está normal. Inclusive tem mais de 2 milhões de visualizações.
      O link é: https://www.youtube.com/watch?v=9-4V3HR696k
      O nome é: Why Some Countries Are Poor and Others Rich.
      O canal é: https://www.youtube.com/channel/UC7IcJI8PUf5Z3zKxnZvTBog

      Depois tente ver de novo, vale muito a pena.

      Agradeço pela dica do livro!

      Abraços,

      Excluir
    2. Agora funcionou Rosana. Esse Chrome às vezes é meio louco...

      Vou assistir sim!

      Abraço!

      Excluir
    3. André,

      Bom saber que agora o video carregou. É bem interessante e pelo conteúdo do seu blog, sei que vai gostar.

      Abraços!

      Excluir
    4. Olá Rosana! Vi o vídeo, e como imaginava, centraliza ao menos parcialmente seus argumentos sobre os pontos do livro que comentei, principalmente sobre as instituições. Não lembro especificamente sobre a importância da religião. Sobre a geografia, ele dá menos importância (como no vídeo), dando exemplos como a quente Austrália e o isolado Botswana na África.

      Mas as instituições preponderam. É a sociedade que tem o maior poder de transformar um país.

      Abraços!

      Excluir
    5. Oi, André

      Achei esse video bem didático, mostra de forma clara o tamanho do problema. E como você disse, as instituições preponderam, o que causa muitos efeitos bons e ruins para o sistema como um todo.

      A sociedade tem mesmo o poder de transformar os países para melhor, acredito que desde que haja educação adequada. No caso do Brasil, a educação de qualidade tão ruim demonstra por si só o tamanho do desastre que isso causa por si só. E parece que por aqui, as pessoas não utilizam a internet como forma de aumentar o próprio conhecimento, mas com coisas mais triviais e superficiais.

      Abraços!

      Excluir