sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Para pensar #23



"Não espere ficar sozinho para reconhecer o valor de quem está ao seu lado.

Não espere ficar de luto para reconhecer quem é importante para você."

(autor desconhecido)





terça-feira, 17 de outubro de 2017

Como utilizar o fio dental sem machucar os dedos


Hoje eu gostaria de compartilhar uma dica muito útil que encontrei há alguns anos.

Durante toda a minha vida eu enrolei o fio dental nos dedos para utilizá-lo e com isso machucava as pontas dos dedos, deixando-as vermelhas e doloridas.

Então encontrei essa dica sensacional: amarre as 2 pontas do fio, de forma a torná-lo fechado. Dê vários nós, pois eles acabam se desfazendo já que o fio é geralmente liso.

Pronto!

Agora é só colocar seus dedos indicadores dentro do círculo e deslizar o fio dental como de costume. 

Dedos doloridos ou vermelhos nunca mais!


Como utilizar o fio dental


Fonte da imagem: https://skinvac.blogspot.com.br/2014/01/how-to-floss-your-teeth-the-easy-way-for-people-who-hate-flossing.html


terça-feira, 10 de outubro de 2017

Você tem tempo para você?


Vivemos na sociedade da pressa e quase sempre agimos de forma automática.

Quanto mais rápido e automático, melhor!  Será mesmo?

Quantas vezes realmente prestamos atenção no que estamos fazendo, sem deixar que a automatização excessiva nos torne, de certa forma, parecidos com robôs?

Passado, presente e futuro

Quantos minutos por dia você realmente está presente no momento presente?

A automatização é necessária e importante, mas não de forma exagerada. Com ela, há menor consumo de energia cerebral, pois as sinapses já prontas e muito utilizadas conseguem uma considerável economia de energia. Por exemplo, quando você começou a dirigir, a tocar um instrumento musical, a cozinhar ou andar de bicicleta, prestava muita atenção em todos os detalhes, mas com o tempo, as ações tornaram-se naturais. Tudo o que fazemos com certa frequência torna-se automático.

O problema é que estamos exagerando na automatização, dando muito pouco espaço para vivermos de verdade esses momentos. Parece até que pensamos demais e vivemos de menos. 
Oscilamos entre o passado e o futuro, mas quando realmente vivemos o presente?

Por isso, hoje eu gostaria de sugerir que você reserve um tempo para você mesmo, para qualquer atividade na qual possa estar plenamente presente. Pode ser uma meditação, um banho relaxante, uma música, a leitura de um livro, uma caminhada, etc. Desde que seja algo que te agrade, praticando de maneira constante você acabará tendo consciência e percepção de você mesmo e até gostando de sua própria companhia, o que resultará em melhor autoconhecimento, mais confiança, equilíbrio, domínio próprio e contentamento.

Viver o momento presente

O mundo está tão barulhento e dinâmico, que nada melhor do que dedicar um tempo só para você, para reequilibrar-se e recarregar as energias. 

Sua saúde agradece!


Créditos das imagens: Stuart Miles e ponsuwan Free Digital Photos