Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2014

A morte é um dia que vale a pena viver - palestra da Dra. Ana Claudia Quintana Arantes at TEDxFMUSP

Esse é um assunto do qual ninguém gosta, mas um dia isso acontecerá com todos nós, independentemente da nossa vontade.
O foco principal dessa palestra são os pacientes terminais, mas ao mesmo tempo existem muitos trechos que são úteis para reflexão.
Muitas vezes deixamos a vida passar, vivemos no automático, não temos VIDA de verdade e até nos esquecemos de qual é a essência, o objetivo da vida.

Se hoje fosse o último dia de nossas vidas, o que seria realmente essencial nessas últimas 24 horas?




"Quando a doença encontra um ser humano, ela produz uma melodia única que se chama sofrimento."


Sobre o vídeo:
Por um lado, aliviar a dor e o sofrimento de doentes e familiares. Por outro, resgatar a biografia de pacientes. Esse é o exercício diário de Ana Claudia Quintana Arantes, médica formada pela FMUSP e especialista em Cuidados Paliativos pelo Instituto Pallium e Universidade de Oxford, além de pós graduada em Intervenções em Luto. Foi a responsável pela implantação das polític…

Impermanência

Imagem
Permanência...
Impermanência...
A reflexão abaixo clareia um pouco nossa mente em relação ao assunto.

Vale muito a pena ler!



"Se você sofre, não é porque as coisas são impermanentes.  É porque você crê que as coisas são permanentes.

Quando uma flor morre, não sofremos muito, porque entendemos que as flores são impermanentes. Mas você não pode aceitar a impermanência de uma pessoa amada, e sofre profundamente quando ela morre.

Se você olhar a impermanência em profundidade, fará o melhor que puder para fazer essa pessoa feliz agora.

Consciente da impermanência, você se torna positivo, amoroso e sábio.

Impermanência é boa notícia. Sem impermanência nada seria possível. Com impermanência toda porta é aberta para a mudança.

Em lugar de lastimar, deveríamos dizer: longa vida para a impermanência.

Impermanência é um instrumento para nossa libertação."



Fonte:Cultivando a Mente de Amor - Thich Nhat Hanh
Créditos da imagem: nuttakit - Free Digital Photos

Você é um “phubber”?

Imagem
Esse texto da Márcia Ebinger é muito bom e atual.
Nos mostra o quanto as pessoas estão deixando de lado o contato pessoal, as conversas informais, as trocas de olhares para estarem conectadas no celular.
O tempo todos vemos isso. Em todos os lugares.
Muitas vezes com pessoas no mesmo local trocando mensagens pelo celular, mas não falando umas com as outras de forma pessoal.



Há um distanciamento cada vez maior e muitas vezes inconsciente, pois as pessoas sentem a "necessidade" criada pelo marketing e pela indústria  de estarem conectadas a maior parte do tempo.
Mas, para que?
E por que?
Qual é o sentido e o objetivo dessa conexão tão extensa, muitas vezes 24 horas por dia, 7 dias por semana?

Já ouvi pessoas falando que estar sem o celular é como se lhes faltasse uma parte do corpo.
Como assim?
Como um simples aparelho conseguiu tal status e importância na vida das pessoas?
Ser comparado a uma parte do corpo, que até hoje ainda foi muito pouco compreendido pela ciência?

O quanto dei…

Liberdade

Imagem
Mais uma pequena grande reflexão:


"Quanto maior a capacidade de renúncia, 
mais livre é o homem."
Vivaldo Coraci




Créditos da imagem: markuso - Free Digital Photos



© 2019 Simplicidade e Harmonia - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total desta obra e permitida a reprodução parcial desde que citada a fonte.