terça-feira, 12 de junho de 2018

Quando a tristeza é necessária


Ninguém gosta de tristeza. Nunca.

Muitas vezes a evitamos. Outras vezes, a ignoramos, fingindo que não é em nossa porta que ela está batendo.

Esquecemos que muitas vezes a tristeza é necessária, importante e útil em nossa vida, pois nos mostra que há algo errado necessitando de correção.

imagem-tristeza-filme-divertidamente

Em vez de fugirmos da tristeza, precisamos aprender a entender o que ela tem a nos ensinar.


Tristeza sem motivo

Apesar de muitas vezes não conseguirmos distinguir a causa, não acredito que exista uma única tristeza sem motivo. A própria consciência da mortalidade e a angústia existencial e/ou espiritual muitas vezes são causas de sentimentos tristes. E apesar de serem casos sem solução - pois é de conhecimento público que mais cedo ou mais tarde todos morreremos, o que causa angústia em maior ou em menor grau em todos nós - até aqui a tristeza é útil, pois nos ajuda a não desperdiçarmos a vida com o que não vale a pena.


Bons motivos para estarmos tristes

Sei que a frase acima soa bem estranha e até paradoxal, mas há muitas situações em que deveríamos agradecer pela tristeza. Veja alguns exemplos:

1) Se você faz um curso, tem uma profissão ou mora em um local que não gosta, ainda bem que a tristeza está presente! Ela poderá te levar à reflexões e às mudanças necessárias para que consiga estar em situações e locais que façam com que você realmente se sinta bem.

2) Se você costuma mentir, mas acha isso normal e não se sente desconfortável, talvez seja adequado prestar atenção em sua atitude, pois a honestidade, a integridade, a coerência e a moral foram danificadas.

3) Se você maltratou ou inferiorizou alguém por ser você superior na hierarquia da empresa para a qual trabalha e se sentiu bem agindo assim, também seria adequado prestar atenção, pois a consciência de que todos somos seres humanos falhou para você.  Trate os outros como gostaria de ser tratado: se isso não ocorrer, é saudável e natural que algum sentimento derivado da tristeza apareça em algum momento.

4) Se você é estudante e costuma tirar notas baixas nas avaliações, mas não fica nem um pouco triste quando isso ocorre, também é sábio verificar sua atitude, pois notas baixas significam reprovação e falta de preparação adequada para desafios maiores, como vestibulares e concursos públicos.

5) Se você costuma falar mal de uma pessoa para outras pessoas - a famosa fofoca - e acha isso normal, é bom refletir sobre isso, pois em algum momento é natural a consciência pesar e sentimentos tristes surgirem. Se isso não ocorrer, parece que algo está errado.

6) Imagine que você furtou algo. O ilusório triunfo inicial será substituído em pouco tempo por sentimentos que culminarão em tristeza, pois valores pessoais como honestidade e integridade foram jogados por terra. Porém, se você não se sentir desconfortável com sua atitude, é o momento para também refletir sobre suas atitudes, pois a consciência do que é certo e errado apresentou uma falha grave. No Brasil, infelizmente temos inúmeros exemplos nesse sentido.


Conclusão

Ficar triste não é agradável, mas necessário para o desenvolvimento pessoal, pois a tristeza age como um "freio" em atitudes que poderiam ser desastrosas externa e internamente.

Não ignore a tristeza, pois ela é necessária ao equilíbrio e à consciência de que somos seres finitos, vulneráveis e frágeis - apesar de sermos também fortes de várias maneiras.

Talvez tristeza e alegria sejam como os dois lados de uma moeda: ambas se complementam em seres pecadores como nós. É impossível imaginar o mundo atual sem esses dois sentimentos, que em conjunto com o medo e a raiva são a base de todos os outros sentimentos.

Da próxima vez em que você se sentir triste, procure identificar o que originou tal sentimento e o que você pode aprender com essa situação específica.

Se procurar lá no fundo - no fundo mesmo - talvez possa até encontrar respostas surpreendentes.

homem-apreciando-o-por-do-sol-com-bracos-abertos


Site consultado:  Emoções básicas - conceitos
Créditos das imagens: Tristeza - Segredos de Concurso e RTP411 Free Digital Photos

16 comentários:

  1. Perfeito Rosana!

    Puxa, e o desenho do inicio do post é triste rs Mas é uma baita lição.

    Os desenhos ultimamente trazem cada lição não? São ótimos para refletirmos em vários aspectos.

    Abraço e boa semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Investidor Inglês,

      Os desenhos atuais estão muito bons mesmo em relação aos ensinamentos.
      Bom saber que gostou do meu post!

      Abraços,

      Excluir
  2. Ciclos da vida entremeados com a alegria, e o prazer, a tristeza e a melancolia favorecem nosso entendimento de que a vida é tão simples... Nós que a complicamos! Excelente matéria para reflexão!
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Célia,

      Você tem razão: nós complicamos a vida. E muito! Precisamos focar mais no básico, no essencial, para melhor saúde mental e física.
      Agradeço por seu comentário, muito sábio!

      Abraços,

      Excluir
  3. Essa é exatamente a mensagem desse filme de onde foi retirada a imagem que ilustra o post...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Investir em Disciplina,

      Exato! Foi esse filme que me ajudou a ver a tristeza de outra forma.

      Abraços,

      Excluir
  4. Excelente mensagem, a vida é feita de altos e baixos, devemos saber lidar com todos os tipos de situação e aprender com isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Stifler Pobre,

      Bom saber que gostou do meu post. :)

      Abraços,

      Excluir
  5. Bom dia, texto bastante reflexivo. Bjs querida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucinalva,

      Bom saber que gostou do meu post.

      Um bom fds!

      Excluir
  6. Em suma, tudo tem o lado positivo, até mesmo a expansão de consciência que a tristeza pode nos trazer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kspov,

      Seu comentário ficou perfeito, sintetizou bem o meu post.

      Um bom fds!

      Excluir
  7. Muito bom o texto, a tristeza muitas vezes é o empuxo para as coisas boas, as grandes realizações.
    O equilíbrio é sempre muito importante... Rir de tudo é desespero!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Surfista Calhorda,

      "Rir de tudo é desespero!"
      Equilíbrio é fundamental mesmo. Até o otimismo em excesso é prejudicial, embora muitos não acreditem.

      Agradeço por seu comentário. :)

      Excluir
  8. ainda acho a tristeza a ante sala da depressão.

    prefiro a angustia, a ira, a raiva e outros sentimentos menos incapacitantes.

    abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Scant Tales,

      Eu ainda não havia pensado nisso: a tristeza é mesmo a ante sala da depressão. Alguns conseguem sair e outros acabam explorando todos os cômodos dessa casa...

      A ira, a angústia e a raiva nos levam à ação - de uma forma ou outra - enquanto a depressão não. Penso como você.

      Boa semana!

      Excluir